PRESBÍTEROS É INFERIOR AO PASTOR E O PASTOR

PRESBÍTEROS É INFERIOR AO PASTOR E O PASTOR, É MENOR DO QUE O BISPO?

No Novo Testamento, encontramos muitas referências aos presbíteros/ bispos. Descobrimos em Atos 20:17 e 28 que esses dois termos se referem aos mesmos homens (veja, também, 1 Pedro 5:1-2, onde os presbíteros pastoreiam).

Não existe  nenhuma base bíblica para usar o termo "bispo" para descrever um cargo, "pastor" para outro e "presbítero" para ainda outro, bispos e presbíteros são os mesmos servos. Lendo o livro de Atos, achamos vários  versículos que mencionam presbíteros: na Judéia (11:30); em cada igreja na Ásia Menor (14:23); em Jerusalém (15:2,4,6,22,23; 16:4); da igreja em Éfeso (20:17,28) e, mais uma vez, em Jerusalém (21:18). As epístolas, também, se referem aos homens que pastoreavam as igrejas: "bispos" em Filipos (Filipenses 1:1); "o presbitério" (1 Timóteo 4:14); "presbíteros que há entre vós" (1 Pedro 5:1; aqui aprendemos que Pedro era presbítero, um dos dois apóstolos assim identificados—veja 2 João 1 e 3 João 1).

O trabalho dos presbíteros inclui várias funções importantes: pastorear (Atos 20:28; 1 Pedro 5:2); ensinar (Efésios 4:11-16; Tito 1:9); ser modelos (1 Pedro 5:3); presidir (1 Timóteo 5:17); vigiar (Atos 20:31); exercendo o presbiterio por amor e não por ganância (I Pd. 5:2),velar por almas (Hebreus 13:17); guiar (Hebreus 13:17); cuidar/governar (1 Timóteo 3:5); ser despenseiro de Deus (Tito 1:7); exortar (Tito 1:9); calar os enganadores (Tito 1:9-11); etc.

Observamos em todos os exemplos bíblicos que as igrejas que tinham presbíteros sempre tinham mais de um. Seja em Jerusalém, Éfeso, Filipos ou outro lugar, sempre fala dos presbíteros no plural. A prática comum nas igrejas de hoje, de ter um só pastor numa congregação, não tem nenhum fundamento bíblico.

O texto acima, foi baixado na internet e servirá de base para a explanação do meu pensamento e estudo abaixo:

Então, qual é o papel do Pastor?

O termo pastor na minha ótica, parece se referir a um dom e não a um cargo(E a graça foi concedida a cada um de nós segundo a proporção do DOM de Cristo. Por isso diz: Quando Ele subiu às alturas, levou cativo o cativeiro e concedeu DONS aos homens...Ef. 4:7-8).

Confira também: (...E ele mesmo concedeu uns para para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres.Ef.4:11).

Se nós colocarmos, antes de cada titulo, o que a Palavra nos diz : “Ele mesmo  concedeu dons para:”

Chegaremos a conclusão de que pastor é um dom e não um cargo, ora, se é um dom, não se aprende nas escolas e nem precisa ser diplomado para exercer-lo, os dons, flui naturalmente, qual seria esses dons? Seriam: o de ficar junto do rebanho, e não o rebanho junto do pastor; buscar a ovelha perdida, porque o fato de não ser membro de uma Igreja, não quer dizer que não é uma ovelha do pasto do Senhor Jesus,(as minhas ovelhas ouve e a minha voz Jo. 10:16;27-a), quem já é convertido, já ouviu a voz do pastor e o seguiu, buscar a ovelha doente, cuidar dela, lhe dar o alimento que ela precisa para se recuperar(ministrar-lhe a palavra), visitar-la no hospital, no presidio, levantar a caida literalmente, se oferecer para ajudar no que ela precisar. (Lc.10:30-37), visitar a viuva e o orfão Dt. 10:18, Isto quem faz na sua igreja é o grupo de visita, certo? Errado, nesse caso, o pastor é o grupo de visita, e não aquele homem que fica todo poderoso, num gabinete cercado de proteção e secretrarios por todos os lados, e que voce não consegue falar com ele, quando muito, fala com o secretario e se voce tiver sorte, o secretario leva o problema para ele. (há, mas o pastor tendo os membros da igreja para fazer esse serviço, porque que ele iria fazer?), é ai que nós sabemos fazer a diferença entre a igreja de Cristo e a congreção(templo) dos homens, quase sempre denominada de igreja, porque, a igreja de Cristo, não tem um homem como presidente, um homem com autoridade suprema, a Igreja de Cristo tem um corpo de Presbíteros, que não exerce autoridade sobre os demais membros, apenas exerce a administração da Igreja, como dispenseiros de Deus, I Co. 4:2; Tt. 1:7; I Pd. 4:10. Ei, espere ai, se não houver uma autoridade para governar, vira bagunça e ninguém se entende. De certa forma isto é uma verdade, o homem precisa de normas para que possa viver em sociedade, porém aquele que pertence ao Senhor Jesus, ja tem as normas por Ele deixadas para sua Igreja, nos evangelhos e nas epistolas dos apostolos, quem precisa de norma, não é o salvo pelo Senhor Jesus, e sim, aquele que não tem Cristo, veja o que está escrito:"Se teu irmão pecar [contra ti], vai arguí-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão. Se, porém, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pesoas, para que pelo depoimento de duas ou tres testemunhas, toda palavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o a igreja; se recusar ouvir também a igreja, consider-o como gentio e publicano. " Mt. 18:15-17.

Analisando esse texto vamos compreender muito bem a orientação do Senhos Jesus - Vai argui-lo - isto que dizer exatamente isto: não fique cortando teu irmão por trás, vai lhe dar uma oportunidade para sua defesa; se te ouvir, ganhaste teu irmão - logico vai haver entendimento entre voces, se não te ouvir, leva uma ou duas testemunhas contigo, por que, UMA OU DUAS? porque em uma ou duas, não pode haver maioria, ou são unânimes ou não. Deus gosta da unanimidade, em momento nenhum da palavra encontramos orientação para se decedir por maioria, veja At. 1:14; 2:46; 4:24 na biblia atualizada, e na corrigida, At. 5:12; Rm. 12:16. Depoimento de duas ou tres, nesse caso inclue-se o ofendido, que lógico ele confirma, sobra só as duas, se estiverem divididos, fica sempre a unanimidade do ofendido mais uma testemunha. - Dize-o a igreja, ou seja, denuncia-o a igreja - por que Jesus não disse; dize-o ao pastor? Se fosse realmente para se ter um pastor homem, pecador igual a mim ou voce, Ele não teria recomendado para se dizer ao Pastor? Claro que sim, mas, aí voce pode dizer como que eu vou falar para a Igreja? É ai que entra a Presbiterio, um corpo de presbíteros e não um homem, e como podemos ter tanta certeza disso? Simples, se Ele acrescenta, se não quizer ouvir também a igreja, logo, pela as estrutura das organizações, denominadas de igrejas, que conhecemos hoje em dia, se um problema dessa monta chegar ao homem que se denomina "pastor" Ele mesmo ira a partir daí tomar as medidas que se fazem necessarias e não voce, concorda? Mas a palavra diz, considera-o (voce e não outra pessoa), como gentil e publicano, e por que gentil e publicano, porque os gentis não eram aceitos no meio do povo de Deus, eram tidos como estrangeiro; e os publicanos não tinnham boa reputação no meio do povo de Deus porque cobravam impostos para Roma (eram Eles os cobradores de impostos públicos), em outras palavras, o Senhor jesus disse: Se ele não quizer também ouvir a igreja, (voce) deve considerar um estranho no seu meio, ou, uma persona non grata.   

Por isso, na minha maneira de vê, pastor para mim é o falso Cristo que o senhor Jesus se referiu em Mateus, 24:5”porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos” Ora a palavra de Deus diz que existe um só pastor, Jo.10:16, logo, o homem não pode ser pastor, ele pode ter o dom de pastor ou mestre Ef.4:11, se existe um só pastor que é Cristo, para um só rebanho Jo. 10:16, todos que se denominarem como tal serão falsos, para ficar mais claro, se a palavra de Deus diz que haverá um só pastor, Jo. 10:16, Mt. 9:36; 26:31; Mc. 6:34; 14:27; Jo. 10:11; Hb. 13:20 e I Pd. 2:25, e o senhor Jesus diz em Mt. 24:5 que virão muitos no nome dele dizendo eu sou o Cristo, que Ele qualificou de falsos, logo, porqe a palavra afirma, e reconhece um so pastor, é como alguem que se intitula pastor, estivesse dizendo, “eu so o Cristo” ou então, é falsa as escrituras , como eu creio que as escritura são a palavra de Deus, e Deus não é falso, logo, não posso aceitar um homem, pecador igual a mim, como sendo pastor, (como cidadão, formado com curso de ensino superior, e com plenos direitos que lhe é conferido pela nossa Lei, ele merece todo nosso respeito, estima e cosideração, mas, no que diz reseito, à igreja do senhor Jesus,não há base biblica nenhuma, para que possamos aceitar-lo como dirigente, admistrador, ou outro cargo que lhe atribua autoridade sobre o povo, comprado com o precioso sangue do Senhor Jesus I Pd. 1:19)  as vezes, e não raras, tenho ouvido o homem que se denomina "pastor", quando se refere aos membros da igreja local dizer: “ AS MINHAS OVELHAS” se o Senhor Jesus estivesse em carne entre nós, ou, Ele o chamava de cara de pau, ou, como chamou os farizeus, “hipocritas” Esses textos usam palavras fortes ("necessário" e "indispensável") para mostrar que um homem não pode, biblicamente ser pastor da igreja comprada com o sangue de nosso amado salvador e senhor Jesus Cristo.

Observe que a palavra de Deus nos diz “está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros...” Tg. 5:14, porque não diz; chame o pastor, ou os pastores?

Também nas qualificações para alguem liderar a Igreja de Cristo, so aparece os presbíteros(anciões) e bispos Filipenses 1:1); "o presbitério" (1 Timóteo 4:14); por que não aparece as qualificações de pastores?

"presbíteros que há entre vós" (1 Pedro 5:1; aqui aprendemos que Pedro era presbítero, um dos dois apóstolos assim identificado, o outro é João, veja II João 1 e III João 1).

Ai vem a pergunta que todos devem fazer, por que não consta as quualificações do pastor?  Todas estas qualidades para servir como lider. Não temos direito de escolher ou aceitar homens não qualificados, pela palavra de Deus, note que não estou dizendo, que um homem com o titulo de bacharel em teólogia ou, outro curso equivalente, não esteja qualificado para ser chamado de pastor ou doutor,  se assim, o seu titulo o qualifica, faço aqui, clara separação entre o cidadão, e o servo de Deus, questiono, e recuso a aceitar sua autoridade, sobre a igreja do Senhor Deus, noiva celestial, e separada para as bodas com o Cordeiro, o Senhor Jesus, Ef. 1:22.

A biblia também descreve presbítero/bispo com seu trabalho de alimentar, proteger e cuidar do rebanho de Deus. No tempo da igreja primitiva, estas não eram duas posições distintas, mas duas palavras usadas para descrever os mesmos homens (veja Atos 20:17,28). Prebítero, é o ancião, bispo, é o cargo exercido pelo ancião.I Tm. 3:1-2

O modelo bíblico é que cada igreja local, tenha uma pluralidade de homens, servindo deste modo, para cuidar e guiar as ovelhas (Atos 14:23; Filipenses1:1;Tito1:5).

As qualificações bíblicas de presbíteros/bispos

Paulo cita as qualificações dos bispos/presbíteros em duas cartas (1 Timóteo 3:1-7; Tito 1:5-9). A linguagem dele deixa bem claro que ele não está dando meras sugestões, e sim requerimentos. Em 1 Timóteo 3:2 ele diz: "É necessário, portanto, que o bispo seja...." Tito 1:7 diz: "Porque é indispensável que o bispo seja...." Antes de examinar as qualificações em si, vamos entender bem esse ponto. Os requerimentos que encontramos nesses dois trechos são qualidades que o Espírito Santo revelou, através de Paulo, como exigências. Para servir como presbítero, um homem precisa de todas essas qualidades. Ninguém tem direito de apagar nenhum "i" ou "til" do que Deus falou aqui.  Se existisse o pastor, porque o apostolo paulo não colocou as qualificações dele como fez com o bispo e o presbítero?                                                                                               

Agora, vamos ler o que o Espírito falou nessas duas listas paralelas (bem semelhantes, mas não exatamente iguais).

"Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento; e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?); não seja neófito, para não suceder que se   ensoberbeça e incorra na condenação do diabo. Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo" (1 Timóteo 3:1-7).

"Por esta causa, te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si,  apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem" (Tito 1:5-9), é incrivel como o apostolo Paulo fala ora de bispo, ora, de présbítero no mesmo trecho, alguma dúvida, que os termos significa a mesma pessoa? Outra parte digna de nota é a palavra neófito, aquele que acabou de receber o batismo, novato, sem experiência, no entanto, já ouvi alguem dizer, “ aos 24 anos, fui consagrado presbítero”

De uma coisa esteja absolutamente certo, se a Igreja do Senhor Jesus fosse dirigida, administrada, comandada ou outro nome, por um único homem, denominado “pastor” certamente que, assim como a palavra de Deus traz as qualificações para bispos e presbíteros, não traria tambem as qualificações para pastores ? Pensem nisso e lembrem-se sempre, a igreja do senhor Jesus, é viva e itinerante e não um prédio frio e sem vida.   

Gostaria de transcrever para voce conhecer outras linha de pensamento acerca do assunto, o trecho que copiei de  Dennis Allan.(reconhecido na revista da escola biblica de um denominação como "o ícone maximo da palavra de Deus)

Leia esses trechos com bastante atenção.

"Os pastores na sua igreja têm todas essas qualificações? São homens Casados? Pais de famílias? Com filhos crentes? Conhecedores da palavra? Hospitaleiros? Respeitados por todos? Irrepreensíveis? Professores capazes? Amigos do bem? Têm todas as outras qualidades citadas aqui? Homens com todas essas qualificações são uma grande bênção ao povo de Deus, e serão extremamente úteis nas igrejas locais onde servem como presbíteros. Mas, pessoas que não têm essas qualificações não são autorizadas por Deus a pastorear. A  igreja que escolhe pessoas não-qualificadas como bispos está desrespeitando a palavra de Deus. Pessoas não-qualificadas que aceitam o cargo de pastor estão agindo contra o Supremo Pastor. Presbíteros não-qualificados que continuam nesse papel estão violando a palavra de Deus. É notável que essas passagens não falam nada sobre escolaridade, cursos superiores, cursos de teologia, diplomas, certificados de seminários, etc. Muitas igrejas têm colocado tais coisas como seus próprios requerimentos, deixando de lado as exigências de Deus. Não é possível, num pequeno artigo como este, elaborar um estudo completo sobre pastores, mas, nosso objetivo, é lançar um desafio a todo servo de Deus, para que consulte a palavra de Deus, busque incansavelmente a verdade como fizeram os de beréia At. 17:11, "

e, se eu puder ajudar estarei ao seu dispor.   Caso você, ou a denominação onde você congrega, esteja agindo de forma errada, há uma solução só:  arrepender-se e começar a obedecer ao Senhor. líderes não-qualificados devem renunciar ou serem removidos do cargo, para não trazer a ira de Deus sobre a igreja. 

E se sua denominação insiste em manter pastor(es) não aprovado(s) de Deus, você terá que escolher entre Deus e os homens (Mateus 15:9; Josué 24:15). Tal igreja está desordenada (Tito 1:5) e não procede como deve (1 Timóteo 3:15). É bem provável que alguns leitores, especialmente os que fazem parte da liderança de algumas denominações, não gostarão deste artigo. Não aceite nada que vem de mim ou de qualquer outro homem; mas não rejeite nada que vem de Deus.    –por Dennis Allan. (www.estudosbiblicos.net)

"Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:10).                                          

 Por Olavo F. Sobreira.

sobreiraolavo@zipmail.com.br

http://www.estudosbiblicosnolar.net/